Bem estar: especial sobre olfato e perfumes

Olá minhas queridas, primeiramente queria agradecer imensamente a quantidade de visualizações que o Perfumania está tendo todos os dias, vocês não imaginam o quanto são importantes e estou imensamente feliz, pois, hoje o PERFUMANIA conseguiu alcançar 50.000.00 visualizações.... O meu muito obrigada do fundo do coração, e a nossa próxima meta é chegar aos 500 seguidores... Confiram o sorteio que está rolando na barra lateral!!! E vamos com a nossa postagem de hoje:

O programa Bem Estar da Rede Globo, no dia 07/11 discutiu sore o ofato e deu muitas dicas de como usar perfumes, como comprar e como os cheiros nos remetem a momentos especiais e nos faz lembrar de pessoas e lugares.Confiram:
O olfato humano tem capacidade para sentir até dez mil cheiros diferentes. E uma única fragrância é capaz de lembrar sentimentos ou situações vividas.Há, basicamente, seis tipos essenciais de perfumes: os florais, especiados, adocicados, amadeirados, cítricos e herbais.

Segundo o otorrinolaringologista Arthur Guilherme Bettencourt, o olfato é flutuante, ou seja, varia de dia para dia, de acordo com questões biológicas, como o fato de a pessoa ter acordado com um nariz mais congestionado ou estar resfriada.
Quando respiramos, as partículas de cheiro que estão presentes no ar são absorvidas pelo nariz e chegam até o epitélio olfatório, um tecido que fica no teto da cavidade nasal e é recheado de neurônios.
São os neurônios que recebem a informação do cheiro e mandam o sinal para o cérebro, avisando qual é o cheiro que estamos sentido.
O olfato vai sendo reduzido com a idade. Essa perda gira em torno de 1% por ano e começa a se agravar depois dos 40 ou 50 anos.


Perfumes

De acordo com a especialista em perfumes Luciana Knobel, a fragrância de um perfume varia com o tempo. Ele começa exalando as chamadas "notas de saída", que é a primeira fase e dura cerca de 30 minutos. Nesse momento, em geral, solta notas mais frescas.
Depois vem a segunda fase, que é a chamada "fase de corpo", que dura de duas a quatro horas e expõe as notas mais florais, especiadas, frutais ou amadeiradas.
Por último, e com a duração também de duas a quatro horas, vem a "fase de fundo", em que aparecem as notas que dão suporte ao cheiro do perfume, como almíscar e doces. Por isso, é importante deixar por pelo menos quatro horas o perfume no corpo para experimentar essa evolução.Basicamente, o que muda é a quantidade de essência, em proporção à quantidade da mistura de álcool e água.
Alguns perfumes também têm corantes, protetores solares (que protegem o líquido do sol) e outros aditivos conservantes, mas o principal é a essência e a mistura de água e álcool, seguindo uma proporção.
- Água de colônia: 5% essência e 95% água + álcool
- Colônia: 10% essência e 90%: água + álcool
- Perfume: 15% ou mais essência e 85% água + álcool

Florais: jasmim, rosas, lírio, orquídeas, gerânio, ciclâmen, dama-da-noite.
Cítricos: limão, laranja, mexerica e outras frutas cítricas.
Herbais: lavanda, manjericão, salsinha, alecrim, hortelã, orégano.
Especiados: canela, cravo, gengibre, cury, pimenta do reino, pimenta rosa, outras pimentas.
Adocicados: baunilha, balas de goma coloridas, chocolate, amêndoas, pudim de leite, quindim, caramelo, doce de leite.
Amadeirados: madeira, sândalo, papelão, cortiça, casca de árvore, lenha.

Nunca misture perfume com água nem álcool. Quando você tem um perfume especial, mais concentrado, caro ou que tenha vindo de longe, você tem vontade de fazê-lo render. Acontece que não tem segredo, o jeito é economizar. Se você misturá-lo com água ou álcool, pode tirar as propriedades do perfume.
A medida certa é um jato de spray atrás de cada orelha. Tome cuidado quando você começa a se acostumar com o perfume e acaba passando mais. Não foi o perfume que perdeu o cheiro, mas seu olfato que se acostumou com ele.
Evite passar perfume no cabelo e na roupa. As áreas mais indicadas são: atrás da orelha, no pescoço e nos pulsos, locais onde há uma maior transpiração, o que ajuda com que o cheiro do perfume seja exalado. Basicamente, ele usa o suor como veículo para evaporar: é por isso que sentimos o perfume mais intensamente quando fazemos atividade física ou tomamos um banho quente, por exemplo.

Aplicar o perfume no cabelo pode fazer com que os fios ressequem – por causa do álcool da formula. Já aplicar na roupa, se for um perfume com corante muito forte, pode manchá-la.

Veja abaixo o resultado da nossa enquete:
E aí gostaram das dicas?
E onde vocês costumam passar os perfumes?

Bjs!!!

5 comentários:

  1. Menina,
    Que blog legal, muito legal abordar este assunto, que é uma coisa que todo mundo adora e usa! Imagino qtos perfumes vc deva ter.. rsrs
    Bem, agora estou te seguindo e gostaria muito que qdo vc pudesse desse uma olhadinho no meu bloguito!
    Um grande abraço...

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post...

    eu conheço esse programa... mas não suporto a apresentadora... ela é mto chata.. não deixa ngm falar kkkk

    Bjão

    www.compreiporai.com

    ResponderExcluir
  3. Que legal!!! O lugar que mais costumo passar é no pescoço!!! :)

    http://jullycolorsplus.blogspot.com/

    Bjokas

    ResponderExcluir
  4. bacana so passo mais e no pescoço, entre outros tambem........adorei flor.....


    beijokas

    http://sirlangela.blogspot.com/2011/11/make-nude.html

    ResponderExcluir

Muito obrigada por deixar seu comentário, ele é muito importante para nós.
Obrigada!!!